Image

Ser mãe é uma das maiores transformações da nossa vida.

Tenho quatro filhos, dois meninos e duas meninas, eles não só preencheram minha vida, como me fizeram alterar minha rotina, me trouxeram responsabilidades e muitas alegrias.

Quando afirmo que ser mãe é uma transformação, é porque passamos a dar valor a vida, a desfrutar das coisas simples dela e passamos a viver por esse serzinho. Nossas preocupações estão voltadas para o bem estar e desenvolvimento deles!

Fui mãe do meu primeiro filho Gabriel aos 18 anos, eu e meu esposo ainda eramos namorados, foi uma loucura quando descobri que estava gravida, tudo porque eu não estava preparada para essa transformação.

Passei uma gravides dividida pelo sentimento de alegria e rejeição.

As mudanças que ocorreram em meu corpo estenderam se a todo meu intelecto, e até mesmo na nossa relação homem e mulher.

Eu ainda estava no ultimo ano do colegial, os pesamentos ainda eram muito de menina. Mas fui firme e não parei de estudar, conclui o Ensino Médio.

Mas quando o Gabriel nasceu tive um pouco de depressão pós parto eu não conseguia muito me adequar com a realidade que estava vivendo.

Mas o tempo se passou eu ainda morava com minha mãe e quando o meu filho completou 5 meses fui morar com meu esposo (sem estar casada).

Me vi com a responsabilidade de cuidar de uma vida, de cuidar de uma casa, mas acredito que foi o melhor momento de todos, porque comecei a observar meu filho fui apreendendo a amá-lo a respeitá-lo eramos só nós dois, meu esposo trabalhava em outra cidade e só nos víamos nos fins de semana.

Foi neste momento que comecei a apreender o que é ser mãe!

Quando o Gabriel completou 6 meses descobri que esperava o João Victor, pensa na minha reação?! Pirei, achei que ficaria louca, mas não fiquei. Muito pelo contrário amadureci.

Cuidava deles com muito carinho, papinhas a moda antiga preparada com não sei quantos legumes, banho, parques de diversões, a hora do sono, suquinhos enfim…

Já não tinha tempo para dormir a qualquer hora ou quanto eu quisesse, os banhos tinham que ser rápidos e muitas das vezes com a porta aberta para vigia-los.

Eles cresceram sempre apresentando casos de inflamações e infecções que sempre os levavam a ficar internados,eu  já passava mais tempo nos hospitais do que em casa. Com 1 e meio ambos tiverem que ser submetidos até a cirurgias para reduzir os quadros inflamatórios.

Com o passar dos anos eles melhoraram e pude então ficar mais tranquila.

Mas aquela menina já havido ficado para trás…dando lugar a uma mulher e mãe.

Após 5 anos vieram as meninas com diferença de 2 anos e meio uma da outra.

Ouço muitos dizerem você é corajosa! Deus me livre 4 eu tenho 1 e já me dá tanto trabalho!

Eu posso afirmar que não planejei ter as 4 crianças, mas me sinto presenteada por Deus por elas.

Foi melhor que ganhar na mega sena, sabe porque ? Porque não a dinheiro no mundo que pague a experiência que elas me deram, a família linda que elas me proporcionaram.

O dom da vida é algo fantástico, somente nós mulheres possuímos. Já pensou nisso? Geramos outras vidas porque assim Deus nos concede o fazer.

Amo meus filhos, com eles apreendo todos os dias…

É um ato a ser pensado muito antes de traze-los ao mundo porque são para a vida toda!!!!

.

Anúncios